sexta-feira, 2 de agosto de 2013

A Revolução Francesa 1789

A Revolução Francesa é considerada o mais importante acontecimento da história contemporânea. Inspirada pelos ideias iluministas, esse movimento tinha como lema "Liberdade, Igualdade, Fraternidade" e ecoou em todo mundo, pondo abaixo regimes absolutistas e ascendendo os valores burgueses.

Videoaula - Parte 1


Videoaula - Parte 2


*Aula em Slide


Revolução Francesa from edna2

Para ficar afiado, veja alguns conceitos sobre a Revolução Francesa e faça as atividades presente nesses Flashcards. 
fonte: História Digital 

Aprenda Revolução Francesa jogando TRÍADE

Alunos dos ensino Fundamental e Médio podem aprofundar os conhecimentos e conhecer o cenário da França no século XVIII de uma maneira mais próxima que a oferecida pelos livros. Um jogo desenvolvido pelo grupo de pesquisa Comunidades Virtuais da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), coordenado pela professora doutora Lynn Rosalina Gama Alves, simula o ambiente de conflito com enredos que permitem ao jogador criar e construir a própria participação na história. 
Em Tríade é possível criar novas formas de vida, sistemas econômicos, constituir famílias, planejar ações, desenvolver estratégias, relações afetivas, culturais e sociais. As narrativas vão se formando ao gosto do usuário...
Fonte:ebc/para-educadores

Não deixe de conferir a aula em audio (Faça download e ouça a vontade) 
Clique aqui - Parte 1
Parte 2 


sábado, 14 de abril de 2012

Formação dos Estados Nacionais

      Na Alta Idade Média, os senhores feudais e o clero detinham quase completamente o monopólio da riqueza e da força militar e aplicavam a justiça segundo sua vontade, sendo o rei não raramente uma figura sem grandes poderes na vida dos reinos. A partir do século XI, no entanto, esse quadro começa a mudar, em função das atividades comerciais e do desenvolvimento dos núcleos urbanos.
      A importância adquirida pela atividade comercial fez com que o critério de identificação de riqueza deixasse de ser somente a posse de terras e passasse a ser também a moeda, riqueza que podia ser guardada ou trocada por outras mercadorias. Além disso, a atração que os servos tinham pelas cidades e as novas atividades que ofereciam, levava-os a fugir dos domínios feudais, ajudando a enfraquecer o poder dos senhores. Ditado da época " o ar da cidade liberta"
      Por outro lado, a fragmentação do poder político dificultava o comércio, pois não havia uniformidade territorial de leis, moedas, pesos e medidas. Interessados em manter seu ritmo das trocas comerciais, que crescia rapidamente,
os burgueses da sociedade européia decidiram investir na centralização do poder, instaurando e defendendo o poder real. Desse modo, contribuiu para a formação de um exército mercenário a serviço do Estado que garantisse a autoridade do monarca. Pois com o desenvolvimento de uma economia mercantil, a burguesia tornava-se uma classe social cada vez mais importante, passando a rivalizar com a nobreza. Essa centralização acabou servindo também à nobreza, já que garantia a ordem contra as rebeliões rurais e mantinha a maior parte dos privilégios dos senhores.
      Assim, o Estado, cada vez mais forte até se tornar absoluto, tentava promover o desenvolvimento comercial e o da economia em geral, de onde vinham os recursos do Estado. Ao mesmo tempo, procurava manter a sociedade hierarquizada, na qual a nobreza e clero compunham a classe social privilegiada.


Principais características


Os Estados Nacionais surgiram da unificação dos feudos em uma determinada região.
Suas características são:
1– Poder centralizado nas mãos do rei (executivo, legislativo, judiciário).
2 – Submissão da nobreza feudal que se torna nobreza cortesã.
3 – Aliança entre o rei e a Burguesia
4 – Unificação de pesos e medidas
5 – Moeda nacional
6 – Exército Nacional

Os primeiros Estados Nacionais

  • O primeiro Estado Nacional foi Portugal, que fez sua unificação no século XII.
  • Os reis portugueses conseguiram expulsar os mulçumanos e com o apoio da burguesia consolidaram seu poder.
  • A Espanha fez sua unificação através do casamento de Fernando de Aragão e Isabel de Castela.
  • O Estado Nacional Inglês tem como característica a existência da Magna Carta e do Parlamento.
  • Os franceses fizeram a unificação depois da Guerra dos 100 anos.
  • Após concretizado o processo de unificação, surgiu o Absolutismo, forma de monarquia que caracterizou os governos das principais potências européias até o século XIX.
    FONTE: historiamaneco.blogspot
    Aula em Slide


    Uploaded on SlideServe by edna2 | Upload your own presentation

    Gabarito da Atividade
     

    Pesquisa para o 7º Ano A, B e C

    1.Pesquise na Internet ou dicionário a definição de Estado, nação e País.
    2.Pesquise e escreva, em papel pautado, como os Estados abaixo começaram seu processo de centralização. Lembre-se: NÃO QUERO CÓPIA DE INTERNET OU LIVROS!
    1. Portugal
    2. Espanha
    3. Inglaterra
    4. França 
     DATA P/ ENTREGA: 20/04
    Sugestão de site p/ pesquisa: Clique Aqui
    (A centralização do poder nas monarquias européias)
    (((Entregar junto com a Avaliação)))   

    Sobre a avaliação de História - I Unidade

    Conteúdos da nossa prova 


    6º ANO
    • Período Paleolítico (Páginas - 31 á 43)

    • Neolítico, o começo das civilizações (Páginas - 45 á 55) 
    • Data: 18/04/2012
                      7º ANO

    • O surgimento do Estado Moderno (Páginas - 23 á 33) 
    • Data: 20/04/2012
    Capriche nos estudos...
       

      sexta-feira, 13 de abril de 2012

      A pré- História

      Para facilitar a compreensão das sociedades que viveram no passado. os arqueólogos dividiram o período pré-histórico em três fases: Idade da Pedra Lascada (Paleolítico), Idade da Pedra Polida (Neolítico) e Idade dos Metais. Cada fase indica o desenvolvimento tecnológico que muitos grupos haviam alcançado.

      • observe as principais características de cada fase: 
      I - PALEOLÍTICO (idade da pedra lascada - de 2 milhões a 12 mil anos, aproximadamente)
      • Surgimento dos seres humanos;
      • Muitos objetos confeccionados com pedras lascadas;
      • Caça e coleta;
      • Arte rupestre. 

      Uploaded on SlideServe by edna2 | Upload your own presentation

        II - NEOLÍTICO (nova idade da pedra - de 12 mil á 6 mil anos, aproximadamente)

        • Muitos utensílios feitos de pedra polida;
        • Descoberta da agricultura;
        • Domesticação dos animais
        • surgimento de aldeias.

        Uploaded on SlideServe by edna2 | Upload your own presentation
          Vídeo de animação que mostra como se deu a passagem do Paleolítico para o Neolítico e como o domínio da agricultura transformou a vida humana em vários aspectos. (Obs: não tem áudio)
           
           III - IDADE DOS METAIS - (de 6 mil á 4 mil anos, aproximadamente)
          • Utilização da metarlugia (cobre, bronze e ferro)
          • Crescimento populacional;
          • Formação das primeiras cidades

          quinta-feira, 29 de março de 2012

          Dengue


          Aprender sobre a dengue é essencial para combatê-la. Para isso, é fundamental saber algumas informações sobre essa doença que todo ano preocupa os brasileiros. Para combater a dengue é necessário que toda a comunidade participe. É importante que o tema seja abordado em sala de aula, para que os alunos divulguem as informações em casa e no bairro. 

          O QUE É DENGUE? Dengue é uma doença infecciosa aguda causada por um vírus que possui quatro sorotipos (DENV-1, DENV-2, DENV-3 e DENV-4). É transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti infectado. Ocorre principalmente em áreas tropicais e subtropicais do mundo, inclusive no Brasil. As epidemias geralmente ocorrem no verão, durante ou imediatamente após períodos chuvosos.
          O quadro clínico é amplo, apresentando desde uma síndrome febril inespecífica até quadros graves, como hemorragia, e às vezes, óbito.
          É uma doença de notificação compulsória, mas sua forma grave é de notificação IMEDIATA.
          A forma clínica clássica caracteriza-se pelos seguintes sintomas: 
          febre alta com duração de 2 a 7 dias; 
          dor de cabeça;
          dor no corpo e nas juntas;
          dor atrás dos olhos;
            
            
          Quem sabe combater a dengue?
           Neste jogo da memória, você confere pequenas ações que ajudam a evitar que esta doença se espalhe. CLIQUE AQUI



          Desenho Animado onde um Agente de saúde busca ajuda das crianças para combater o mosquito da Dengue.

          terça-feira, 13 de março de 2012

          Reino Franco e o Império Carolíngio

          Videoaula - Parte 1
          Videoaula - Parte 2
          REINO FRANCO


          Os Francos eram um dos povos germanos que penetraram no Império Romano do Ocidente. Estabeleceram no território da Gália por volta do século V. Os Francos eram divididos em várias tribos e foram unificados por Clóvis, dando início à dinastigia Merovíngia (em homenagem ao seu avô Meroveu). 

          Prefeito do Palácio:
          Nessa dinastia havia a presença do Prefeito do Palácio (ou Mordomo do Palácio), pessoa responsável por colocar em prática as ordens do rei na ausência desse, ele administrar o palácio quando o rei não estava.
          Um desses prefeitos-Pepino, o Breve- depôs o último rei Franco, após aliança com a Igreja Católica, e deu início a uma nova dinastia: a Carolíngia.
          IMPÉRIO CAROLÍNGIO
          Carlos Magno, sucessor de Pepino, o Breve, deu continuidade à aliança com Igreja Católica e também à política de conquistas de territórios. Em cada reino conquistado era construída uma escola ao lado do palácio, ficando assim conhecida como Escola Palatina ou Palaciana, também caracterizava o Renascimento Carolíngio.

          Os territórios, no Império Carolíngio, expandiram-se bastante.

          Como o império era muito extenso para se administrar, ocorreram vários problemas e invasões que se intensificaram até o reindo de Luís, o Piedoso. Após sua morte o reino foi dividido entre seus três filhos. Por fim, o Império Carolíngio deixou de existir, dando início a outra dinastia.